Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility

Você sabia que a base de qualquer revólver é a mesma que a dos antigos canhões?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

📌 Os primeiros revólveres eram como pequenos canhões: havia de carregar a pólvora e a bala de metal a cada disparo. 💣💥

👉 Até que o americano Samuel Colt, de apenas 21 anos na época, decidiu patentear um novo tipo de arma com tambor, em 1836: uma peça cilíndrica que armazena as balas e gira a cada disparo, deixando a arma pronta para o próximo tiro, e assim surgiu o revólver moderno.

✔ Seu desenvolvimento é todo mecânico! Quando o gatilho é puxado, duas alavancas são acionadas: a primeira fica na parte de trás da peça, que empurra o martelo do revólver para trás. A segunda, que fica na parte de cima, faz girar o tambor que guarda as balas, deixando uma delas na posição de disparo.

✔ Após uma das alavancas empurrarem o martelo para trás, uma mola na parte de baixo da peça faz o movimento inverso, jogando o martelo novamente para frente. Porém, desta vez com grande velocidade, em direção ao tambor.

✔ Por fim, a parte mais pontuda do martelo bate em outra peça, chamada de agulha. A agulha aproveita o impulso e se choca com o fundo da bala. É nesse impacto que a pólvora dentro da bala explode, empurrando o projétil.

⚠️ É no cano que o gás da explosão da pólvora impulsiona a bala e faz o tiro ganhar velocidade. As ranhuras internas em forma de espiral fazem a bala sair girando, reduzindo o atrito com o ar e aumentando ainda mais a velocidade do disparo, muuuuito potente por sinal!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Deixe o seu comentário!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.